A porta-voz do governo alemão, Ulrike Demmer, anunciou na última quarta-feira (26) a extensão de restrições de viagem até o dia 14 de setembro no país. Essa medida está em vigor desde março devido à pandemia e se aplica a pessoas que viajam para a maioria dos países fora da União Europeia.

As advertências aos viajantes não são uma proibição, mas procuram conscientizá-los sobre a responsabilidade individual de cada um frente ao COVID-19. Além disso, eles também terão a vantagem de cancelar suas reservas gratuitamente.

O objetivo dessa medida é alertar o viajante de que ele pode ser submetido a um período de quarentena ao viajar para um determinado país, dependendo das regras adotadas naquele local, e também pode ser forçado a ficar isolado durante 14 dias após o seu retorno à Alemanha. A regra de quarentena não se aplica àqueles que apresentarem um teste negativo para coronavírus realizado em menos de 48 horas.

Essas advertências serão aplicadas a viajantes de cerca de 160 países no total. Até o presente momento, a Alemanha registrou 239.408 casos de contaminação, 9.289 mortes e 212.859 pessoas recuperadas.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.