Duas fontes do Ministério de Relações Exteriores da Espanha revelaram hoje a intenção de manter as fronteiras do país fechadas para a maioria dos estrangeiros até o mês de julho. A medida tem como objetivo tentar evitar uma segunda onda de contágio do COVID19.

Desde que o estado de emergência foi decretado em meados de março, suas fronteiras terrestres com a França e Portugal permanecem fechadas.

Em contato com outros países europeus, o governo espanhol pretende instaurar corredores sanitários ou exigências de exames médicos em suas fronteiras. Quando a situação da pandemia normalizar, o plano é liberar primeiramente a entrada de cidadãos dos países pertencentes ao Espaço de Schengen.

Agora que a pandemia está sendo controlada, a Espanha começou a afrouxar o isolamento para a sua população. No entanto, criou uma medida de quarentena de duas semanas a viajantes estrangeiros e restringiu duramente o tráfego aéreo e marítimo em suas fronteiras para evitar maior contaminação por coronavírus.

Apesar de a quarentena espanhola estar prevista para acabar no dia 24 de maio, as restrições de viagem provavelmente continuarão vigentes durante bastante tempo após essa data.

Até o momento, a Espanha registrou 228.030 casos de contaminação, 26.920 mortes e 138.980 pessoas recuperadas.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.

Mostrar Aviso