Todas as empresas que desejam contratar profissionais estrangeiros bem qualificados para trabalharem nos Estados Unidos  deverão criar uma conta online myUSCIS o mais cedo possível. O prazo para abertura da conta inicia dia 2 de março às 12:00 horas (horário de NY), e permite que o candidato tenha tempo o suficiente para solucionar todas as eventuais pendências ou dificuldades até o dia 9 de março, data em que poderá dar andamento aos pedidos. O empregador que já possui a conta online deve fazer o login previamente para garantir que os pedidos sejam efetivados. Para cada candidato, uma taxa de US$ 10,00 deverá ser paga.

Confira abaixo o calendário para a solicitação dos vistos:

  • 2 de março a partir das 12:00 horas, horário de NY– sistema aberto para abrir uma conta online myUSCIS
  • 9 de março a partir das 12:00 horas, horário de NY – início do pedido de visto H-1B
  • 25 de março – às 12:00 horas, horário de NY – encerra-se o período para aplicação do visto H-1B.
  • 31 de março – USCIS inicia as notificações sobre a aprovação dos candidatos, através das contas myUSCIS.

A partir de 1º de abril, os selecionados podem começar a apresentar a documentação necessária para obter o visto H-1B. O visto será aprovado entre 30 a 120 dias e requer bastante documentação, é complexo e a vaga oferecida ao estrangeiro, bem como o salário a ser pago a ele, precisam ser aprovados pelo Departamento do Trabalho americano. Em caso de urgência, é possível pagar US$ 1.000,00 para acelerar a análise do visto, chamado de processo premium.

Informações sobre o visto H-1B

Trata-se de um visto comumente utilizado pelas empresas americanas que não conseguem preencher suas vagas com profissionais disponíveis no mercado de trabalho americano. Somente podem ser contratados profissionais qualificados com formação universitária equivalente a um bacharel ou com experiência de trabalho. Cada três anos de experiência de trabalho equivale a um ano de estudo universitário. Além disso, também é necessário ter fluência no idioma inglês.

Para aplicar para este visto, o candidato deve ter um empregador nos Estados Unidos. Este empregador deverá, inicialmente, tentar preencher a vaga de trabalho com trabalhadores americanos, publicando a vaga nos meios oficiais com as devidas informações e qualificações necessárias. No caso de nenhum candidato americano aceitar a vaga ou não estiver devidamente qualificado, ela pode ser oferecida a trabalhadores estrangeiros.

Este processo de falta de mão de obra especializada é denominado Labor Certification (LCA), e o estrangeiro selecionado, uma vez que a empresa não encontrou este profissional no mercado americano, receberá salário igual a um cidadão local que desempenha aquela mesma função.

A maior demanda de mão de obra para estrangeiros é de engenheiros, principalmente da área de TI, mas para outras profissões também existem vagas como, por exemplo, professores, advogados, contadores, enfermeiras, analistas de mercado, analistas de negócios, economistas, administradores, profissionais da saúde, entre outros.

Anualmente são oferecidos 65.000 vistos e mais 20.000 vistos para estrangeiros que fizeram um mestrado nos Estados Unidos.

Caso necessite de ajuda com esse tema, não hesite em nos contatar.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.

Mostrar Aviso