O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou neste domingo (24) a proibição da entrada de brasileiros e de demais não americanos que estiverem no Brasil em seu país. A nova medida busca proteger os EUA da contaminação descontrolada do coronavírus em território brasileiro.

O decreto assinado pelo próprio Trump impedirá a entrada de cidadãos não americanos que tenham estado no Brasil nos 14 dias anteriores à tentativa de ingresso nos EUA. A decisão entrará em vigor a partir da próxima sexta-feira, dia 29 de maio, por tempo indeterminado.

No documento, o presidente afirma que “considera que a entrada irrestrita nos EUA de pessoas descritas na seção 1 deste decreto é (…) prejudicial aos interesses dos EUA, e que sua entrada, portanto, deve estar sujeita a certas restrições, limitações e exceções”.

No entanto, a decisão não se aplica ao fluxo comercial entre os dois países, que será mantido.

Exceções

A regra não será aplicada a pessoas que residam nos Estados Unidos, sejam casadas com um cidadão americano ou tenham permissão de residência permanente no país. Filhos ou irmãos de americanos ou residentes permanentes também têm direito ao ingresso nos EUA, desde que tenham menos de 21 anos. Além disso, membros de tripulações de companhias aéreas ou pessoas que foram convidadas pelo governo do país a ingressar em território nacional estão igualmente isentas da proibição.

Até o presente momento, o Brasil registrou 363.211 casos de contaminação, 22.666 mortes e 149.911 pessoas recuperadas.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.

Mostrar Aviso