Na segunda-feira (8), a Nova Zelândia anunciou a suspensão de todas as restrições sociais e econômicas no país, com exceção do controle de fronteiras. A decisão foi tomada após ser constatada a erradicação do coronavírus em território nacional. O sucesso do combate à pandemia se deve à implantação de regras rígidas de isolamento social antes da primeira morte e à testagem em massa da população local para a Covid-19.

A partir de agora, todos os eventos públicos e privados, indústrias de varejo e transporte público estão autorizados a retomar o funcionamento, sem precisar seguir as regras de distanciamento ainda vigentes em tantas nações do mundo. A primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, atribuiu o resultado a um “esforço sustentado” por parte do governo.

Somando um total de 75 dias de restrições, a Nova Zelândia decretou cerca de sete semanas de quarentena rígida até o dia de hoje, somente com o comércio considerado essencial autorizado a funcionar. Além disso, suas fronteiras permanecem fechadas desde março, outra medida que contribuiu para manter o país com o menor índice de casos confirmados e mortes entre as economias mais desenvolvidas.

O país registrou 1.154 casos confirmados e 22 mortes pela Covid-19 desde que o vírus chegou em fevereiro de 2020. Por enquanto, todas as pessoas que ingressarem na Nova Zelândia continuarão sendo testadas e colocadas em quarentena.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.