Após várias semanas de negociações, os representantes permanentes dos Estados membros da UE anunciaram a reabertura das fronteiras da União Europeia para um total de 15 países a partir de 1° de julho. A nova medida será sucedida por uma lenta reabertura de suas fronteiras externas, que deverá ser reavaliada pelo bloco a cada 15 dias. Essa revisão poderá resultar na adição de mais países à lista, assim como em maiores restrições, de acordo com os casos de contaminação de cada país.

A lista de nações permitidas a ingressar no bloco inclui Argélia, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Japão, Geórgia, Marrocos, Montenegro, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Tailândia, Tunísia e Uruguai. Já a China poderá ser incluída caso o Governo de Pequim também autorize o ingresso de cidadãos europeus em território nacional, visto que a reciprocidade é uma das exigências feitas por Bruxelas para a reabertura.

A seleção de países permitidos foi realizada de acordo com critérios epidemológicos, avaliando aqueles que contabilizam uma proporção igual ou inferior à média européia de contaminação. Mais de 150 nações foram deixadas de fora, entre elas Estados Unidos, Brasil, México, Rússia e Índia.

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.