Na última sexta-feira (24), o governo peruano informou que manterá todas as suas fronteiras fechadas por tempo indeterminado. Além das fronteiras aéreas, as passagens terrestres, marítimas e fluviais também permanecem bloqueadas.

Com as restrições adotadas para combater o COVID19, milhares de moradores de Lima tiveram problemas para retornar às suas cidades de origem, visto que o transporte entre as províncias também foi suspenso. Já em relação aos expatriados peruanos, o governo já havia anunciado às embaixadas que os vôos de repatriamento deveriam ser realizados até dia 22 de abril. Além de tudo, cerca de 10.000 turistas ficaram presos no Peru desde que as novas medidas foram adotadas.

O turismo está sendo gravemente afetado pela pandemia e a conseqüente restrição de circulação. Por isso, o ministro de Transportes e Telecomunicações, Carlos Lozada, informou que o governo estuda um plano para auxiliar o setor.

Até essa segunda-feira (27), o Peru registrou 27.517 casos de coronavírus, 728 mortes e 8.088 pessoas recuperadas, de acordo com o painel de controle administrado pelo Center for Systems Science and Engineering da Universidade Johns Hopkins (EUA).

Smart decisions. Lasting value.

© 2019 Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda.
Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. is a member of Crowe Global, a Swiss verein. Each member firm of Crowe Global is a separate and independent legal entity. Crowe Macro Auditoria e Consultoria Ltda. and its affiliates are not responsible or liable for any acts or omissions of Crowe Global or any other member of Crowe Global.

Mostrar Aviso